Trabalhos simples com pedras naturais passo a passo.

 

 Neste passo a passo faremos diferentes trabalhos com pedras naturais.

As pedras naturais podemos encontrar em diferentes apresentações, o preço varia muito em função das formas e tamanho das peças. As pedras mais económicas são os chips e mais baratos quanto menor o tamanho. O preço varia muito de uma pedra para a outra e também segundo a qualidade das mesmas.

Podemos fazer trabalhos de bijuteria com pedras e também costurar os chips na roupa e nos calçados.

As pedras mais utilizadas entre outras são a cornalina, olho de tigre, ametista, malaquite, turmalina, aventurina, quartzo de diversas cores, howlita imitando pedras mais caras como a turquesa e o lapislázuli, jaspe, ....

O olho de tigre de cor amarela é o mais conhecido, mas também há o olho de tigre vermelho e azul.

As pedras naturais podem levar tratamentos para intensificar a cor, estabilizar ou dar mais brilho.

Os veios e cores não uniformes são normais e são parte da beleza das pedras naturais.

Além dos trabalhos desta página temos outros trabalhos que misturam pedras com cristal, prata de lei, nácar, pérolas e outras contas em outros trabalhos passo a passo de nossa secção de bijuteria.

Os trabalhos podem combinar para fazer um conjunto de pulseira, colar e brincos escolhendo uma pedra natural igual para as três peças.

Projecto 1: Bracelete de três filas:

Materiais: 4 Separadores de 5 vias, um fio de chips de cornalina, uma agulha flexível, fio de silicone elástico de 0, 3 mm transparente. Opcional: um tabuleiro para trabalhar com missangas.

Podemos escolher os chips para deixar os maiores e menores separados para fazer os brincos depois.

  1. Pegamos um fio de silicone de 0,3 mm de uns 40 cm. É melhor que sobre um pouco de fio para trabalhar mais comodamente.
  2. Colocamos o fio de silicone na agulha e passamos pelo chip.
  3. Fazemos um nó ao redor do chip para usar-lo como topo e que não nos escape as contas. Outra opção é colocar um travão amassado no estremo do fio que cortaremos ao terminar o trabalho.
  4. Passamos o fio pelo furo mais externo do separador de 5 vias.
  5. Colocamos no fio 15 chips, que devem ao azar quanto a forma, tamanho e cor.
  6. Passamos o fio pelo furo externo do outro separador de 5 vias.
  7. Repetimos os passos 5 e 6 até colocar os 4 separadores e 4 grupos de 15 chips.
  8. Tiramos a primeira pedra que fizemos o nó que servia de topo, o cortamos a ponta com o travão colocado, e fazemos um nó triplo como vimos em outros trabalhos com fio elástico. Podemos colocar cola ou um travão para segurar, mas não é necessário se faz bem o nó triplo.
  9. Repetimos todo o processo usando o buraco central do separador e por último fazemos o mesmo com o buraco do outro extremo.

 

Projecto 2: Brinco de aro fino com chips:

Materiais: 1 Par de brincos de aro fino, um par de anzóis hippie abertos, os chips que sobraram do fio de cornalina usado para o bracelete, um alicate plano para abrir e fechar as argolas dos brincos. Opcional: um tabuleiro para trabalhar com missangas.

Ao fazer o bracelete podemos deixar os chips maiores, que chocariam com as outras filas e usar agora para que apareçam mais nos brincos.

  1. Abrimos o aro para brincos.
  2. Colocamos os chips e voltamos a fechar. Colocamos os chips no outro brinco, que fique de igual tamanho, notando que não necessita ser a mesma quantidade. Podemos colocar uns 12 chips para ter uns brincos como os da foto.
  3. Abrimos a argola debaixo do anzol para brinco. Colocamos a argola no aro com os chips.
  4. Colocamos cola de bijuteria, pode ser GS HYPO ou Araldite por exemplo, na ponta do aro e um pouco dentro do tubo onde vamos enganchar.
  5. Fechamos a argola para que não saia do aro.
  6. Repetimos o processo no outro brinco.

 

Também podemos preencher completamente os aros de chips, como nos seguintes brincos de jaspe vermelho.

 

Projecto 3: Colar com fio de aço recoberto na cor vermelho, chips de jaspe vermelho e donut de jaspe vermelho de 4 cm de diâmetro:

Necessitaremos também de dois travões de 2 a 2,5 mm para terminar o trabalho e uma ferramenta para fechar travões.

Os colares com pedras naturais ficam muito bem com aço recoberto porque dá uma consistência muito boa e aguenta bastante peso. Usamos o aço de 7 linhas recoberto de nylon. Também podemos usar um de mais linhas, quanto mais linhas retorcidas têm o aço mais resistente e flexível é. Também aguenta mais peso quanto maior seja a espessura do aço, por isso usaremos sempre o de maior diâmetro que entre bem pelo furo das contas. Os chips são peças pequenas que podem ter buracos bastante pequenos, por isso escolhemos o de 0,38 mm.

  1. Pegamos um pedaço de aço recoberto de 0,38 mm de cor vermelho de uns 30 cm. Colocamos no fio os chips até ter o comprimento desejado para colocar o donut pendurado. Em nosso caso colocamos até ter uns 15 cm.
  2. Colocamos o donut no centro da tira de chips. Colocamos um travão no extremo do fio e cruzamos por ela a outro ponta do fio.
  3. Passamos cada ponta do fio por vários chips para que ao cortar a sobra não fique o corte rente ao travão. Esticamos para que fique bem firme e apertamos o travão depois. Por último cortamos rente a um dos chips cada extremo do fio, passamos o fio por vários chips previamente para que o corte não fique rente ao travão.
  4. Pegamos um pedaço de aço recoberto de uns 80 cm. Colocamos os chips até ter um colar de unos 60 cm. Fizemos do tamanho que passe pela cabeça e por isso não colocamos um fecho.
  5. Colocamos o círculo de chips com o donut no colar e fechamos com um travão repetindo o mesmo procedimento usado anteriormente.

 

Entra em  nossa loja on-line e encontrarás todos os materiais, ferramentas, livros, revistas que necessitas para bijuteria, artesanato, desenho e pintura. Para trabalhos com massas de modelar e bijuteria temos uma ampla variedade de ferramentas, peças para brincos, anéis, pins, colas, argilas polímeras, etc.

 

Tienda virtual manualidades y bellas artes. Materiales, libros y revistas.


 

Páginas relacionadas:

 Bijuteria e missangas: Mais de 20 trabalhos de bijuteria e missangas passo a passo.