Como tecer com o tear de missangas passo a passo.

 

 Neste passo a passo vamos aprender a utilizar um tear para tecer com contas.

 

Há muitos tipos de teares e inclusive podemos fazer um caseiro, mas a forma de utilizar-los é muito parecida. Vamos fazer um bracelete seguindo uma técnica muito fácil.

Este trabalho pode fazer com as crianças a partir de uns 8 anos com bons resultados.

Para fazer trabalhos maiores se faz várias peças e depois se cose entre si. Pode ser feito assim bolsas, braceletes mais largos, colares, cintos, porta-moedas, diademas, etc.

Para tecer no tear se pode usar muitos tipos de fios. O resultado é muito bom tanto com fios transparentes especiais para enfilado, como com os fios de coser de coloridos, fios de seda, Dandyline, etc. Também podemos usar fio elástico se temos um pouco mais de habilidade e paciência.

Há teares de metacrilato transparentes com forma tubular ideais para trabalhar com fio elástico sem ter que coser no final os dois extremos das pulseiras.

  • Materiais:
  • Tear.
  • Fio: Usamos o fio Mouline DMC de bordar ponto cruz, para que se veja bem nas fotos. Se queres fio transparente se pode usar nylon de 0,25 a 0,35 mm de espessura.
  • Granito checo tamanho 9/0 cores prateados em azul claro, azul escuro e transparente.
  • Agulha flexível. Para este trabalho é quase imprescendível usar uma agulha de enfilado. Pode ser usado este modelo de agulha ou outro.
  • Fecho para a pulseira. Usamos um de gancho e oito.
  • Cola GS HYPO. Opcional, mas recomendável.
  • Tesoura.
  • Procedimento:
  1. Fixamos os fios que nos irão servir de base no tear. Temos que colocar um fio a mais que o número de contas que queremos colocar em cada volta. Em nosso caso vamos colocar 8 contas e por tanto colocamos 9 fios. Se fixam os fios aos parafusos dos extremos do tear com nós de forma que fiquem paralelos e firmes. Ao final podemos firmar mais girando os cilindros de madeira.

    Podemos colocar os fios mais perto uns dos outros neste caso, porque as contas que vamos usar são muito pequenas. Nós colocamos mais separados para que se vejam melhor na foto.

  2. Cortamos um pedaço de fio e colocamos na agulha. Para arrematar o extremo podemos fazer um nó sobre um dos fios colocados no tear ou deixar um pedaço livre ao final para arrematar-lo por entre as contas quando temos dois ou três filas postas.

    Fica melhor arrematado e se vê menos se o colocamos entre as contas, para isso o passamos de um lado a outro entre as contas, voltamos pela fila seguinte e repetimos fazendo um S. Podemos fixar-lo colocando um pouquinho de cola no buraco das últimas contas pelas que passamos o fio, mas não é necessário se fazemos o S nas três filas de contas com o extremo do fio. A cola se coloca quando estamos seguros de que já não vamos a passar mais fios por essas contas.

  3. Colocamos as 8 contas da primeira fila no fio e passamos o fio com as contas por baixo dos fios que temos no tear. Colocamos as contas como se vê na foto ajudando com o dedo por baixo. Cada conta deve ocupar um espaço entre dois fios. Ao empurrar com o dedo para cima do buraco das contas que ficam por cima dos fios colocados no tear.

  4. Passamos a agulha até o outro lado atravessando as contas pela parte de cima.

  5. Tiramos da agulha e puxamos com cuidado.

  6. Repetimos o processo desde o passo 3 até que tenhamos o tamanho desejado. Para cada fila colocamos as contas na agulha, as passamos por debaixo dos fios, as colocamos e subimos com o dedo e as passamos com a agulha por cima.

    Para esta pulseira fizemos um desenho em zig zag muito fácil. Em cada fila vamos acrescentando ou retirando uma conta das cores dos extremos e mantemos em todas as filas 3 contas azul escuro. Começamos com uma conta azul claro, três azul escuro e 4 transparentes, nas seguintes filas vamos colocando cada vez uma mais azul claro e uma a menos da transparente. Quando não fica nenhuma transparente fazemos o contrário, colocamos em cada fila uma a mais transparente e uma menos azul claro. Vai formando um zig zag azul escuro no centro e triângulos azul claro e transparente nas bordas. Podes fazer desenhos mais complexos com um papel quadriculado, para ir se guiando ou usar os padrões que vêm nas revistas e livros de missangas.

  7. Seguimos até que temos o tamanho desejado ou temos todo o tear coberto. Se necessitamos uma peça maior que o tamanho do tear podemos fazer em duas vezes e unir as duas partes no final.

 

Como arrematar os extremos:

  1. Se usamos fio elástico temos que coser um extremo ao outro para fechar a pulseira. Unimos a primeira conta de cada lado, logo passamos a segunda e assim até que terminamos na oitava conta.
  2. Se usamos fio não elástico temos que colocar um fecho. Uma possibilidade é fazer nos extremos filas cada vez mais pequenas, em nosso caso passamos de 8 a 6 contas, na seguinte fila colocamos só as 4 contas centrais e nas últimas duas. Cada vez reduzimos uma conta de cada lado e podemos ir arrematando os fios nos que já não vão indo mais contas. Os fios que ficam ao final se usam para unir-los ao fecho com um nó e uma ponta de cola ou com um travão e um tapa nós unidos ao fecho.

 

 

 

Entra em  nossa loja on-line e encontrarás todos os materiais, ferramentas, livros, revistas que necessites para bijuteria, artesanato, desenho e pintura. Para trabalhos com massas de modelar e bijuteria temos uma ampla variedade de ferramentas, peças para brincos, anéis, pins, colas, argilas polímeras, etc.

 

Tienda virtual manualidades y bellas artes. Materiales, libros y revistas.


 

Páginas relacionadas:

 Bijuteria e missangas: Mais de 20 trabalhos de bijuteria e missangas passo a passo.